Alimentação: como evitar gases (e constrangimentos)

Conversar durante as refeições, usar canudos para ingerir líquidos e comer rápido demais influenciam na formação de gases – que, além de desconforto e dores na barriga, causam constrangimento. “Ação de bactérias intestinais e deficiência de digestão de alguns alimentos são outros motivos. Começam a incomodar quando a produção do chamado ‘flatus’ se torna excessiva ao ponto de deixar a sensação de estufamento”, afirma a nutricionista Isabelle Zanoni, membro do comitê técnico científico da Associação Paulista de Nutrição.

A flatulência é consequência dos alimentos mais fermentáveis pelas bactérias intestinais e do alto teor de enxofre contido neles. Os principais vilões são gorduras, leguminosas (feijão, lentilha e ervilha), vegetais do tipo “flores” (couve-flor, repolho e brócolis), doces, carboidratos simples, adoçantes (sorbitol, manitol e frutose), bebidas gaseificadas (refrigerantes, água com gás e cerveja) e as muito quentes – pelo fato de precisar assoprar e tomar em rápidas goladas. “Outro fator desencadeante é a sensibilidade a lactose e glúten. No entanto, eles só devem ser substituídos na dieta após exames”, explica.

Grãos, vegetais e frutas ricos em fibra são fundamentais para a regulação e o bom funcionamento intestinal, porque é durante as evacuações que a maior parte dos gases é expelida. Por isso, aveia, arroz, pão integral, linhaça, laranja, maçã e ameixa devem ser incluídos numa alimentação equilibrada. Encontrados em iogurtes, os probióticos são organismos vivos que beneficiam a flora intestinal e também melhoram a digestão.

Mesmo sem comprovação científica, uma dica é tomar chá de gengibre, hortelã, erva-doce ou camomila antes ou depois das refeições.

A deglutição excessiva do ar, fenômeno chamado de aerofagia, também acontece quando as pessoas fumam, encontram dificuldades para respirar, mascam chicletes e dormem ou mastigam de boca aberta. Estima-se que uma pessoa saudável libere de 1,5 l a 2 l de gases por dia.

Feijão

Assim como o repolho e o ovo, o feijão, recorrente no dia a dia da cozinha brasileira, é conhecido como umas das principais causas da flatulência. Ao prepará-lo, utilize pouco óleo, temperos e condimentos. Deixe-o de molho por duas horas e jogue a água fora. Reponha a quantidade de água e deixe de molho por mais duas horas. Por fim, troque a água, cozinhe por cerca de 90 minutos com louro, um pouco de alho e um toque de gengibre.