3D e Smart TV: Qual delas vale mais a pena?

A quantidade interminável de funções que um aparelho de TV adquiriu nos últimos anos não para de crescer. Nem as novas possibilidades para que você veja TV como nunca imaginou. Seja em um modelo 3D ou com conexão de uma Smart TV.

‘Queridinha’ do público desde o sucesso estrondoso de produções como “Avatar” e grande aposta dos estúdios para promover seus filmes, a tecnologia 3D aos poucos deixou de ser uma exclusividade das salas de cinema para virar o que há de mais moderno e atraente na sala de TV de sua casa.

E mesmo que ainda seja um produto que exige um alto investimento – modelos menores, de 42″, por exemplo, saem a partir da faixa dos R$ 2,2 mil, e as maiores, de 60″, podem passar dos R$ 9 mil -, é inegável que a experiência proporcionada por uma TV 3D é inesquecível. Ainda mais se o equipamento reúne opcionais como conversor digital, saídas HDMI e, principalmente, a chamada Smart TV.

Chamada também de TV conectada (ou híbrida), Smart TV significa que determinado aparelho está integrado à uma conexão de internet, promovendo a convergência entre computadores (ou gadgets, como smartphones) e a televisão – ou consoles de videogame e Blu-Ray players, por exemplo.

TVs equipadas com a tecnologia Smart TV permitem que o telespectador busque e encontre vídeos, filmes, (suas) fotos e outros conteúdos na web, seja em um canal de TV a cabo, em um canal de TV via satélite ou armazenados em um disco rígido local(HDD). Além de dar a possibilidade de controlar a programação via um iPhone, por exemplo, e usar as redes sociais – Facebook, Twitter, Google + - direto da tela de sua televisão para comentar o filme que você está assistindo.

Atualmente, a função está disponível tanto para televisores LED, LCD e Plasma 3D, assim como para modelos sem a transmissão em três dimensões. E, por unir duas tecnologias de ponta, as LED 3D com Smart TV estão no topo da cadeia em qualidade – e preço.

Fabricantes como LG, Philips e Samsung disputam este mercado centrímetro por centrímetro. E a briga é séria quando se fala especificamente das LED 3D com Smart TV. O que diferencia cada uma da outra são os detalhes: quantidade de óculos 3D - até 4 unidades -, número de entradas HDMI - entre 3 e 4 -, entradas USB, conteúdos exclusivos, controle por voz. E quanto mais atrativos, maior o preço.

Por que, no que diz respeito à qualidade da imagem, todas as TVs 3D lançadas no Brasil funcionam em alta definição (Full HD), ou seja, reproduzem imagens de 1080 linhas horizontais (pixels) por 1920 de largura (a chamada1920x1080p).

E com a alta definição garantida, o que garante a sensação de ver a imagem saltando da tela são duas lentes que simulam o olho humano - que ‘borram’ a imagem, ‘corrigidas’ pelos óculos especiais. E são os óculos que dão a impressão de profundidade – e que, segundo os fabricantes, não serão necessários nas próximas gerações. E olha que não dá para duvidar da evolução tecnológica.

Veja Também:

Como escolher um aparelho de Blu-Ray (e aproveitar a queda de preço)
Home Theater: Saiba o melhor
Saiba a diferença entre TV LED, LCD, Plasma e 3D 

  • http://www.quartelnerd.blogspot.com Br!@N

    De fato estamos tendo a rica oportunidade de presenciar avanços tecnológicos de impacto. E que venham as TVs de 3D nativas que não precisam de óculos.